Dante de Oliveira quer candidato tucano até janeiro

O governador de Mato Grosso, Dante de Oliveira, afirmou, depois de almoçar com o presidente Fernando Henrique Cardoso, no Palácio da Alvorada, que o PSDB precisa definir o mais rápido possível os critérios para a escolha do nome que vai disputar a sucessão presidencial. O governador defendeu que esse nome deve ser escolhido até, no máximo, o final de janeiro, e acredita que o presidente Fernando Henrique poderá convocar, nas próximas semanas, uma reunião do partido para definir o critério de escolha. "É um erro político grosseiro esperar até março do ano que vem para se definir o nosso candidato. Todos os partidos já tem o seu nome. A governadora Roseana Sarney (do Maranhão) está com 20% nas intenções de voto e o PSDB precisa consolidar a sua candidatura", disse o governador. Ele reafirmou a intenção de se candidatar à Presidência da República, mas disse que é um homem de partido, e o que for escolhido pelos correligionários será respeitado. Segundo Dante de Oliveira, os nomes dos prováveis candidatos discutidos no almoço com o presidente Fernando Henrique foram o do ministro da Saúde, José Serra, do governador do Ceará, Tasso Jereissati, e do presidente da Câmara, Aécio Neves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.