Dantas vai ao STF contra Félix

O advogado Nélio Machado, que defende o banqueiro Daniel Dantas, disse ontem que vai interpelar judicialmente o chefe do gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Armando Félix, no Supremo Tribunal Federal (STF). Para Machado, Félix não deveria ter ligado Dantas à implementação de escutas para espionar o presidente do STF, Gilmar Mendes. "Isso não faz o menor sentido. Por que meu cliente iria espionar alguém que fez cumprir o direito legal de liberdade, direito que meu cliente merecia?" Foi Mendes quem soltou Dantas da prisão. Félix reafirmou, em nota, que a Abin não está por trás dos grampos. Ele disse que não comentará a decisão de Dantas de interpelá-lo. "Cabe ressaltar que a Abin, órgão vinculado ao GSI, em razão de dispositivos legais, tem suas atividades voltadas exclusivamente para produção de conhecimentos relativos à segurança da sociedade e do Estado brasileiro", diz o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.