Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dantas surpreende CPI e lança suspeitas sobre controle da BrT

Banqueiro expôs briga do governo em torno das telecomunicações e revelou que Greenhalgh foi mediador

Cida Fontes, de O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2008 | 19h15

Em depoimento que já dura quatro horas, o banqueiro Daniel Dantas  está surpreendendo os integrantes da CPI que investiga escutas telefônicas clandestinas (CPI dos Grampos). Na avaliação de parlamentares da base governista e da oposição, Dantas estaria aproveitando a CPI para fazer sua defesa e lançar novas suspeitas sobre a negociação em torno do controle acionário da Brasil Telecom. E ainda levantou suspeitas sobre eventual fracasso da fusão BrT-Oi. Dantas expôs a briga interna do governo em torno do setor de telecomunicações e revelou que o ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh não foi contratado como advogado mas como consultor e mediador em busca de um acordo com os fundos de pensão, principalmente a Previ.   Veja Também: 'Não tenho menor dúvida de que fui grampeado', diz Dantas Entenda como funcionava o esquema criminoso  As prisões de Daniel Dantas Juiz do caso Dantas nega ter autorizado grampo no STF   Ele citou a intenção do delegado Protógenes Queiroz, de "ir até o fim" para investigar os filhos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Posteriormente, Dantas explicou que a investigação de Protogenes referia-se à ligação da Telemar com um dos filhos de Lula. Ao contrário do que se previa, de que poderia ficar em silêncio, Dantas não parou de falar. A sessão da CPI foi interrompida quatro vezes para que os deputados pudessem votar. Na avaliação do deputado Laerte Bessa (PMDB-DF), Daniel Dantas está colaborando estrategicamente com a CPI e principalmente para a sua própria defesa. "A CPI está sendo excelente para ele",disse Bessa.   O deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP) disse que Dantas mostra ter uma visão global sobre tudo e está dando muitos recados à CPI. "De modo homeopático, ele está dando informações que são de interesse dele e expõe as divergências internas do governo na questão das telecomunicações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.