Dantas foi interrogado por cinco horas pela Justiça

Assessoria do órgão não confirmou se Dantas permaneceu calado, seguindo orientação de seu advogado

Anne Warth, da Agência Estado

22 de outubro de 2008 | 21h11

O sócio-fundador do Banco Opportunity Daniel Dantas, prestou nesta quarta-feira, 22, depoimento de cinco horas ao juiz da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Fausto De Sanctis. A audiência começou às 14h50 e só terminou às 20 horas. A assessoria de imprensa da Justiça Federal não confirmou se Dantas permaneceu calado, seguindo a orientação que seu advogado, Nélio Machado, antecipara à imprensa antes do depoimento, ou se respondeu às perguntas do juiz.   Veja Também: STJ nega habeas-corpus  Especial explica a Operação Satiagraha  Multimídia: As prisões de Daniel Dantas  Daniel Dantas, pivô da maior disputa societária do Brasil     De Sanctis, que comandou a audiência ao lado do procurador da República Rodrigo de Grandis. Depois de Dantas, o juiz ouve agora Humberto Braz, ex-presidente da Brasil Telecom, e em seguida - se os depoimentos não forem suspensos pelo juiz - será a vez do lobista Hugo Chicaroni.   Dantas, Braz e Chicaroni são réus em ação penal porque teria tentado subornar com R$ 1,18 milhão o delegado Victor Hugo Rodrigues, da Polícia Federal, em troca do arquivamento de inquérito sobre atividades do Opportunity.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação SatiagrahaDaniel Dantas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.