Dantas chega à PF para terceiro depoimento na semana

Nos outros depoimentos anteriores, Dantas não respondeu às perguntas do delegado Protógenes Queiroz

Agência Brasil

18 de julho de 2008 | 14h44

O banqueiro Daniel Dantas, dono do Banco Opportunity, chegou nesta sexta-feira, 18, à sede da Polícia Federal em São Paulo,  por volta das 14h30, para prestar seu terceiro depoimento na semana, no inquérito que deflagrou a Operação Satiagraha. Dantas, acompanhado do seu advogado, Nélio Machado, como das outras vezes, manteve-se calado diante da insistência da imprensa em entrevistá-lo. Nos dois primeiros depoimentos anteriores, Dantas não respondeu às perguntas do delegado Protógenes Queiroz , que também o ouvirá nesta sexta-feira. Além dele, mais dez pessoas envolvidas no caso serão ouvidas.   Veja também: Pela terceira vez, Daniel Dantas presta depoimento à PF Ouça trechos da reunião que decidiu a saída do delegado  Apesar do apelo de Lula, Protógenes deixa caso Dantas na sexta Juiz aceita denúncia e Daniel Dantas vira réu por corrupção ativa Entenda como funcionava o esquema criminoso  Veja as principais operações da PF desde 2003  As prisões de Daniel Dantas    Daniel Dantas que, na semana passada, foi preso duas vezes, por determinação do juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal em São Paulo, e em ambas situações foi solto por meio de habeas- corpus concedidos pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, foi acusado por corrupção ativa, gestão fraudulenta e formação de quadrilha.   O mesmo juiz De Sanctis acatou denúncia do Ministério Público Federal contra Dantas por corrupção ativa, sob a acusação de ele ter tentado subornar um delegado da Polícia Federal, por meio de duas pessoas que trabalham no Opportunity - Humberto Braz e Hugo Chicaroni, que estão presos.   (Com Ricardo Brandt, de O Estado de S.Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.