Daniel Dantas chega à sede da Polícia Federal no Rio

Preso na Operação Satiagraha, da PF, sócio-fundador do banco Opportunity deve ser transferido para SP

Fabiana Cimieri, de O Estado de S. Paulo,

08 de julho de 2008 | 14h02

O sócio-fundador do banco Opportunity, Daniel Dantas, chegou por volta das 14 horas desta terça-feira, 8, à Superintendência da Polícia Federal no Rio. Dantas deixou o seu apartamento, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, no início da tarde, após ser preso pela PF na Operação Satiagraha.  Veja também:Imagens da Operação Satiagraha Opine sobre a prisão de Dantas, Nahas e Pitta  Daniel Dantas, pivô da maior disputa societária do Brasil Entenda o nome da Operação Satiagraha, que prendeu DantasEntenda as acusações contra Dantas e NahasDefesa diz que Dantas foi preso por vingança Mandados de prisão atingem familiares e funcionários de DantasAs ações da Polícia Federal no governo LulaOs 40 do mensalão Os agentes estavam na casa dele desde as 5h30. Advogados do escritório Nélio Machado acompanharam o cumprimento de mandados de busca e apreensão no apartamento e prisão de Dantas. Ele deve ser transferido para São Paulo, onde estão baseadas as investigações.  A operação investiga desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro. Entre os presos estão, além de Dantas, o empresário Naji Nahas e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta. As investigações tiveram início há quatro anos e são um desdobramento do "Caso Mensalão".  Ao todo, a polícia irá cumprir 24 mandados de prisão e 56 de busca e apreensão. A operação, que mobilizou cerca de 300 homens da PF, está sendo realizada nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia e no Distrito Federal. Ainda não há informações sobre quantos mandados foram cumpridos. O nome da operação - Satiagraha - significa resistência pacífica e silenciosa.

Tudo o que sabemos sobre:
Daniel DantasOperação SatiagrahaPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.