CUT vai pedir impeachment do presidente do STF

Segundo o diretor, embasamento para a ação é que Mendes teria agido com parcialidade no caso Dantas

Agência Brasil

17 de julho de 2008 | 20h51

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Distrito Federal vai protocolar nesta sexta-feira, 18, às 10 horas, na Mesa Diretora do Senado Federal, um pedido de impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. Segundo o diretor da entidade, Cícero Rola, o embasamento para a ação é que o presidente do STF teria agido com parcialidade, ao conceder dois habeas-corpus ao dono do Grupo Opportunity, Daniel Dantas.   Veja também: Ouça trechos da reunião que decidiu a saída do delegado  Lula pede 'clareza' e PF divulgará diálogo da saída de delegado Lula cobra volta do delegado Protógenes ao caso Dantas Lula teria sido alertado do risco de afastar Protógenes Em nota, PF reafirma que Protógenes pediu para sair Apesar do apelo de Lula, Protógenes deixa caso Dantas na sexta Juiz aceita denúncia e Daniel Dantas vira réu por corrupção ativa Leia íntegra da decisão do juiz que aceitou denúncia  PF anuncia Ricardo Saad como substituto de Protógenes Entenda como funcionava o esquema criminoso  Veja as principais operações da PF desde 2003  As prisões de Daniel Dantas   "O País tem cerca de 430 mil presidiários, destes 211 mil aguardam decisão da mesma forma da que favoreceu o empresário Daniel Dantas", disse o diretor da CUT-DF à Agência Brasil.   O pedido de impeachment será parte de um ato contra a corrupção que a CUT organiza. A concentração começará em frente ao Congresso Nacional e termina com uma caminhada ao Supremo Tribunal Federal, disse Cícero Rola.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso DantasOperação SatiagrahaCUT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.