CUT lançará campanha contra governo Alckmin

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) de São Pauloprogramou para amanhã a realização de um ato público, marcado para as 14 horas, na Assembléia Legislativa, para lançarum campanha contra a administração do governador Geraldo Alck min (PSDB). O movimento faz parte da estratégia dascategorias do funcionalismo público estadual, em campanha salarial no 1º semestre, de pressionar o governo a abrir umprocesso de negociação.Segundo a central sindical, representantes dos sindicatos dos professores, servidores da saúde, educação, eletricitários,metroviários, funcionários da Sabesp, da Febem, e de outras autarquias estaduais vão participar do encontro desta terça-feira."A gestão do PSDB deteriorou as políticas públicas em São Paulo. Os servidores estão há oito anos sem aumento salarial, faltaequipamentos, profissionais e materiais nos hospitais e unidades de saúde. As escolas estaduais, além do vergonhoso valor dahora aula ser de R$ 4,27, têm péssimas condições de infra-estrutura. Isso sem falar na segurança, que não existe. Aconteceram, em um ano, mais de 200 rebeliões na Febem", reclama o Secretário de Política Sindical da CUT/SP, Flávio deSouza Gomes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.