Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

CUT e Força Sindical farão ato de apoio a Lula em Curitiba no 1º de maio

Fim da lei que impõe um teto aos gastos públicos e da reforma trabalhista também estão na pauta das principais centrais sindicais do País

Luiz Raatz, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2018 | 13h16

As principais centrais sindicais do País organizarão um ato conjunto em Curitiba no dia 1º de maio para celebrar o Dia do Trabalhador com pedidos pela libertação do ex-presidente Lula, condenado e preso na Operação Lava Jato, além de críticas às reformas do presidente Michel Temer

+ Secretário que apoiava contribuição sindical é exonerado do Ministério do Trabalho

Estarão no ato a CUT e a Força Sindical, além da CSB, CTB, Intersindical, NCST e UGT. Na pauta da manifestação, ainda de acordo com as entidades estão o fim das desigualdades, combate ao arrocho salarial e a precarização das condições de trabalho, o fim dos  assassinatos e prisões de militantes e lideranças populares, além do cerceamento da liberdade e o ataque à democracia.

"A luta é o sentido da vida sindical e a unidade é a nossa decisão política", disseram as entidades em comunicado. 

+ Sindicalistas realizam protesto em SP em repúdio ao assassinato da vereadora Marielle

O fim da lei que impõe um teto aos gastos públicos e da reforma trabalhista também estão na pauta. 

As últimas mobilizações conjuntas das maiores centrais do país ocorreram durante a greve geral do ano passado, também contra as reformas, e em 2011, quando tentaram pressionar o governo da então presidente Dilma Rousseff por uma reforma tributária. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.