CUT diz que faltou honestidade na eleição no Senado

O presidente da CUT, João Antônio Felício, afirmou que o requisito ´honestidade´ não foi levado em conta na eleição para a presidência do Senado. "O que foi chamado de ladrão chamou o outro de sem-vergonha, não se apurou nada e agora vai ficar por isso mesmo. Esse é o resultado da eleição do Senado", disse. "É por isso que o Congresso vai seguir em total descrédito com a população." Felício observou que, ao prometerem independência e moralização ao longo da campanha, os candidatos só demonstraram a realidade do Congresso Nacional. "Imoral, submisso e subserviente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.