Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

CUT cobra sensibilidade de Lula e Berzoini na Previdência

O presidente da Central Única dos Trabalhadores, Luiz Marinho, cobrou "muita sensibilidade" ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, para a necessidade de mudança na proposta de reforma da Previdência, aprovada na comissão especial da Câmara. O pedido de Marinho foi durante o discurso no lançamento do Fórum Nacional do Trabalho, no Palácio do Planalto, na presença de Lula e de Berzoini. Marinho evitou prolongar-se sobre o assunto no discurso, lembrando que a solenidade era sobre reforma sindical e trabalhista. Em entrevista, o presidente da CUT disse que a Central Sindical apóia a idéia de fazer a reforma da previdência, mas não a reforma que foi aprovada pela comissão especial. "O relatório aprovado na comissão é altamente prejudicial, especialmente para o baixo poder aquisitivo. E a nossa sugestão é que se mude exatamente para trazer proteção ao baixo poder aquisitivo", disse. Segundo ele, a CUT não confunde seu papel em relação ao governo, pois apesar de a central apoiar o governo Lula, não abrirá mão de criticá-lo quando necessário.

Agencia Estado,

29 de julho de 2003 | 14h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.