Curto e seco. O modo inglês de terminar um namoro

?Querido John. Terminou.? Nove por cento dos ingleses admitem que é desta forma que encerram seu relacionamento com o parceiro: enviando um SMS, serviço de mensagens curtas por celular na sigla em inglês, possivelmente sinalizando o fim pelo uso do ?querido?. É o que mostra uma pesquisa que acaba de ser divulgada em Londres.E quando se trata de jovens entre 15 e 24 anos, a porcentagem sobe a 20%. Philippa O´Sullivan, de 15 anos, de Basingstoke, no sul da Inglaterra, diz que usar mensagens de texto curtas para terminar namoros é muito comum entre adolescentes, muitos dos quais ?acham mais fácil falar pelo texto?.?Já ouvi um monte de gente, incluindo um casal de amigos meus, serem chutados desse modo?, assegura Philippa.A pesquisa Mori para o Sicap, um provedor de serviço de mensagens com sede em Berna, na Suíça, também constatou que 44% usam mensagem de texto para flertar - entre os jovens de 14 a 24 anos, a porcentagem vai a 75%. E que 45% das mulheres admitem espionar as mensagens de texto dos parceiros, contra 31% dos homens.Cerca de 31% dos adultos confirmaram já ter feito uma declaração de amor por texto ? e mesmo entre os acima de 65 anos, 9% também a fizeram ? e 30% disseram ter discutido via SMS. Dois por cento revelaram ter pedido demissão por esse meio.A Associação Britânica de Dados de Celulares anunciou, no primeiro trimestre, que em apenas um único mês ? março do ano passado ? os ingleses enviaram 2,1 bilhões de mensagens de texto, um aumento de 25% sobre o mesmo mês do ano passado.A Mori entrevistou 771 pessoas acima de 15 anos entre 23 e 25 de abril para a pesquisa. Não foi divulgada a margem de erro, mas numa mostra desse tamanho o provável é que esteja por volta dos 3% para mais ou para menos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.