Cúpula do PMDB prepara desmonte da prévia

A cúpula do PMDB está apostando que o governador de Minas, Itamar Franco, será candidato à reeleição e, com isso, espera sepultar de vez as prévias do partido para escolher o candidato peemedebista à presidência da República. A desistência de Itamar tornaria sem sentido as prévias do partido, marcadas para 17 de março, porque o governador era o único dos três pré-candidatos com alguma chance eleitoral.Além de Itamar, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, também deu sinais de que pretende desistir de disputar as prévias. Segundo um integrante da Executiva do PMDB, Jungmann já teria comunicado sua disposição de sair candidato a deputado federal por Pernambuco, deixando de lado sua pré-candidatura. Mas assessores do ministro desmentem a informação. "Jungmann vai disputar as prévias para ser o candidato do partido à Presidência", garantiu a assessoria do ministro.A cúpula do PMDB reúne-se amanhã, a fim de traçar uma estratégia para impedir a realização das prévias. Os caciques do partido defendem uma aliança com o PSDB do ministro José Serra o mais cedo possível e, por isso, trabalham para sepultar as prévias. Esta semana, a Executiva do partido deverá encontrar-se com o governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcellos, que já foi convidado pelo próprio Serra para ser seu vice na chapa tucana. Vasconcellos pretende, no entanto, responder se aceita ou não o convite do ministro apenas no fim de março. Se Itamar Franco e Jungmann realmente abandonarem suas pré-candidaturas, a cúpula do PMDB aposta que não terá dificuldades para inviabilizar as prévias do partido. O senador Pedro Simon (RS) seria o único candidato mas, na opinião do dirigentes do partido, não tem cacife eleitoral para disputar a sucessão de Fernando Henrique Cardoso. "Se o Simon tivesse voto, os candidatos de outros partidos estariam atrás dele", observou um peemedebista. O presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), não deverá aceitar o pedido do ex-deputado e ex-presidente peemedebista Paes de Andrade para realização de um pré-convenção no próximo dia 3, para garantir as prévias de 17 de março. Paes garante possuir mais de 250 assinaturas de peemedebistas que apóiam a candidatura própria à presidência do partido e, portanto, defendem as prévias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.