Cúpula do PMDB cancela reunião na casa de Sarney

Parte do grupo, porém, foi para a casa do líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Alves, que encabeça negociações do partido para o segundo escalão

Andrea Jubé Vianna, da Agência Estado,

04 de janeiro de 2011 | 12h08

BRASÍLIA - A cúpula do PMDB cancelou a reunião que havia sido convocada para as 11 horas desta terça-feira, 4, na residência oficial do presidente do Senado, José Sarney, para discutir a crise do partido com o PT, por causa da ocupação de cargos no segundo escalão.

Parte do grupo, porém, foi para a casa do líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Alves (RN), que encabeça as negociações do partido para o segundo escalão do governo. Estão reunidos na casa de Alves o senador José Sarney, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros.

O estopim da crise no PMDB foi a perda para o PT da diretoria da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e da Secretaria de Atenção à Saúde. Com a posse de Alexandre Padilha no Ministério da Saúde, as duas pastas ficaram com os petistas. A reunião que estava prevista para a casa de Sarney contaria, inclusive, com a participação do vice-presidente da República, Michel Temer.

A presidente Dilma Rousseff (PT) manifestou ontem preocupação com a crise entre os dois partidos e mobilizou Temer e Sarney para conter a rebelião da legenda aliada.

Tudo o que sabemos sobre:
PMDBcúpulareuniãoSarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.