Alex Silva / Estadão
Alex Silva / Estadão

Cúpula do MBL migra para Patriota e Arthur do Val vai disputar Prefeitura de São Paulo

Kim Kataguiri permanece no Democratas, partido pelo qual se elegeu deputado federal em 2018

Pedro Venceslau e Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2020 | 16h03

Um dos principais líderes do Movimento Brasil Livre (MBL), o deputado estadual Arthur do Val, mais conhecido como Mamãe Falei, filiou-se ao Patriota e será candidato à Prefeitura de São Paulo pela sigla. Além dele, o vereador Fernando Holiday também vai para o partido, mas só quando abrir a janela partidária, em abril. Ambos foram eleitos pelo DEM. 

Coordenador nacional do MBL, Renato Battista também entrou na legenda e assumiu o comando do diretório paulistano do Patriota. Um dos grupos que liderou o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o MBL passou a ser em 2020 a grande aposta do partido que por pouco não abrigou Jair Bolsonaro.

Ao Estado, o presidente nacional do Patriota, Adilson Barroso, disse que Arthur do Val pode ser a aposta da direita na capital. “A direita precisa se unir, nossa briga é com a extrema esquerda”, afirmou. Há, porém, um ponto de divergência entre o MBL e a cúpula nacional do Patriota, que elegeu 9 deputados em 2018.

“Nossos deputados defendem o Bolsonaro. O remédio é o Bolsonaro”, disse Barroso. Já Battista, do MBL, foi em outra direção. “Não vamos defender ou atacar Bolsonaro. Vamos defender a cidade de São Paulo, que precisa de um prefeito inovador para se tornar a cidade que sempre mereceu ser”.  

O ponto decisivo na escolha do MBL pelo Patriota foi o fato do partido ter uma bancada que permitirá a Arthur do Val participar dos debates televisivos. 

Também líder do MBL, o deputado federal Kim Kataguiri optou por permanecer no DEM.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.