Cúpula do DEM adia convenção para o início desta tarde

A cúpula do DEM decidiu adiar a Convenção Nacional do Partido, em Brasília, para as 13h30 desta tarde. O encontro estava marcado para começar às 8 horas. O presidente nacional do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), ainda está em São Paulo negociando a indicação do candidato a vice-presidente na chapa do tucano José Serra à Presidência da República.

CAROL PIRES, Agência Estado

30 de junho de 2010 | 10h58

Por telefone, Maia orientou o deputado ACM Neto (BA), um dos vice-presidentes da legenda, a abrir a reunião da Executiva e, no mesmo instante, suspendê-la. Segundo ACM Neto, até o meio-dia Maia deve ter conseguido embarcar a caminho de Brasília com uma definição a ser anunciada. O presidente do DEM estava, por volta das 10h30, com o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM), e com o presidenciável José Serra. A informação é do senador ACM Neto.

O líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN), disse que, a esta altura, as negociações estão avançadas, e PSDB e DEM já discutem um nome para ser indicado à vaga de vice na chapa encabeçada por Serra. "É alguém combinado entre os dois partidos", limitou-se a dizer Agripino.

DEM e PSDB entraram em conflito depois de o senador tucano Alvaro Dias (PSDB-PR) ter sido anunciado como escolhido para compor uma chapa puro-sangue com Serra. O DEM reclamou ter sido alijado das negociações e cobrou indicar um vice da legenda.

No fim do dia de ontem, Agripino já falava em "zerar o jogo" para haver acordo, o que significaria recomeçar as negociações em torno da vaga do vice e indicar outro nome. Mesmo que o novo escolhido seja do PSDB, o importante é que o nome seja escolhido com apoio dos dois partidos aliados.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDEMconvenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.