Estadão
Estadão

Cunha reúne líderes para definir rito de processo de impeachment

Presidente da Câmara e representantes dos partidos definirão, por exemplo, se será mantido o recesso parlamentar entre 21 de dezembro deste ano e 3 de janeiro de 2016

Daniel Carvalho, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2015 | 09h25

Brasília - Um dia após anunciar a deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reunirá líderes partidários para definir qual será o procedimento. Cunha e os líderes definirão, por exemplo, se será mantido o recesso parlamentar entre 21 de dezembro deste ano e 3 de janeiro de 2016. A reunião está marcada para 11h30.

Em retaliação ao PT, que no início da tarde de ontem decidiu não ajudar a salvar Cunha no Conselho de Ética, o peemedebista anunciou, horas depois, que havia acatado o pedido de impeachment de Dilma apresentado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior.

O pedido da dupla está baseado nas chamadas pedaladas fiscais e na edição de decretos liberando crédito extraordinário, neste ano, sem aval do Congresso, o que descumpriria a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.