Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Cunha fará noite de autógrafos do livro sobre impeachment no Rio, São Paulo e Brasília

As datas ainda não foram definidas, pois dependem da conclusão do material; até a entrega do material para uma editora em novembro, ele não quer revelar detalhes da obra

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2016 | 13h14

Cassado do mandato por quebra de decoro, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) já tem programado na agenda de fim de ano: a realização de noites de autógrafos do livro em que irá tratar sobre os bastidores do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

O peemedebista pretende participar do lançamento nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. As datas dos eventos ainda não foram definidas, uma vez que dependem da conclusão do material.

Segundo ele, ainda não foi definido qual será o título do livro e a imagem que utilizará na capa. A expectativa do ex-presidente da Câmara é entregar os textos para uma editora até o próximo dia 15 de novembro. “Entregarei nesta data. Depois leva tempo”, afirmou ao Estado. Até lá, não pretende passar “detalhes” sobre o conteúdo da obra.

Cunha foi cassado na última terça-feira, 13, por 450 votos a favor, 10 contra e 9 abstenções. Após a conclusão da votação do processo de perda do mandato, realizada em plenário, ele informou que pretende escrever um livro contando os bastidores do processo de impeachment conduzido por ele na Câmara. Na ocasião, negou que a obra fosse utilizada como uma “ameaça” aos aliados que o abandonaram e a seus opositores.

“Não sou pessoa de fazer qualquer tipo de ameaça, velada ou não. Não faço ameaça. O livro não é ameaça. Quero contar os fatos, contribuir para a história. A sociedade merece conhecer todos os detalhes”, ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.