Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Cunha diz que Funaro mentiu sobre encontros com Temer

'Funaro nunca teve acesso a Michel Temer', disse o ex-presidente da Câmara em depoimento em Brasília

Fabio Serapião, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2017 | 10h49

BRASÍLIA - Em depoimento ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, nesta segunda-feira, 6, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) afirmou que o corretor Lúcio Bolonha Funaro mentiu sobre encontros com o presidente Michel Temer (PMDB) em sua delação premiada. “Esses três (encontros) que ele cita ele nunca teve. Na minha frente, ele nunca cumprimentou o Michel Temer”, disse o ex-presidente da Câmara, preso há mais de um ano.

+++ Fachin manda a Moro denúncia contra Cunha, Geddel, Alves e Loures por organização criminosa

No acordo, Funaro citou um encontro na base aérea de São Paulo, outro durante comício em Uberaba (MG), nas eleições municipais de 2012, e um terceiro numa reunião de apoio à candidatura de Gabriel Chalita (PDT) à Prefeitura de São Paulo, também em 2012. Na época, Temer era vice-presidente.

+++ Veja Funaro acusando Temer, Moreira Franco e Eduardo Cunha

O depoimento de Cunha é mais uma etapa da fase de interrogatórios dos réus na ação penal derivada da Operação Sépsis, que investiga o pagamento de propina por grandes empresas para liberação de aportes do Fundo de investimento do FGTS.

+++ Henrique Alves recebeu mais de 400 visitas em dois meses, afirma procurador

Já foram ouvidos o ex-vice-presidente de Fundos e Loteria da Caixa, Fábio Cleto, o empresário Alexandre Margotto e o corretor Lúcio Bolonha Funaro. Após Cunha, será a vez do também ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves ser interrogado pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, ainda nesta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.