DIDA SAMPAIO|ESTADÃO
DIDA SAMPAIO|ESTADÃO

Cunha diz que colocará em votação na próxima semana pedidos pela prorrogação da CPI do BNDES

Presidente da Câmara poderá usar a prorrogação da comissão para retaliar o PT a depender dos votos dos três membros do partido no Conselho de Ética, onde ele é alvo de processo por quebra de decoro parlamentar

Igor Gadelha e Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

26 Novembro 2015 | 19h21

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira, 26, que deverá colocar em votação no plenário, na próxima semana, os requerimentos de líderes da oposição pedindo a prorrogação da CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os trabalhos da comissão estão previstos para serem encerrados no dia 4 de dezembro.

Segundo apurou o Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, a depender de como votarem os três membros do PT no Conselho de Ética, onde Cunha é alvo de representação por quebra de decoro parlamentar, o peemedebista poderá usar a prorrogação da CPI para retaliar o partido. Isso porque a prorrogação da comissão poderá aprofundar as investigações contra o banco de fomento e grandes empresas doadoras de campanha que têm contratos com a instituição.

Na próxima terça-feira, 1º de dezembro, está previsto o depoimento do pecuarista José Carlos Bumlai, preso nesta semana na 21ª fase da Operação Lava Jato. O empresário é amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e acusado de ter contratado empréstimos de forma irregular com o BNDES. Segundo as investigações, uma dessas operações teria o objetivo de beneficiar o PT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.