Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Cunha critica condução da 'Pátria Educadora' de Dilma

Em reunião com o presidente da Câmara dos Deputados do Chile, parlamentar diz que ações do governo ainda não foram voltadas para uma reforma ou priorização da educação no País

Daniel Carvalho, O Estado de S. Paulo

25 de agosto de 2015 | 13h09

Brasília – Em conversa aberta com o presidente da Câmara dos Deputados do Chile Marco Lozano, nesta terça-feira, 25, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) criticou o governo Dilma Rousseff na condução da “Pátria Educadora”, tema escolhido pelo Planalto como mote deste segundo mandato.

“Aqui, no início do segundo mandato da presidente, ela também havia colocado como sua prioridade o que ela chamou de Pátria Educadora. Mas as ações ainda não foram voltadas para uma reforma ou para uma priorização da educação no nosso processo a não ser, provavelmente, pelas gestões administrativas, não pelas gestões políticas públicas que necessitam de legislação ou que, digamos assim, de uma mobilização da sociedade para todos que estejam nesse mesmo objetivo”, afirmou Cunha.

Após a conversa, Cunha conduziu Lozano em um tour pelas instalações da Câmara, foi com o chileno à sessão em homenagem aos 61 anos do PRB e o levou para almoçar no restaurante VIP da Casa. 


Tudo o que sabemos sobre:
Eduardo CunhaPátria Educadoragoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.