FABIO MOTTA|ESTADÃO
FABIO MOTTA|ESTADÃO

Crivella vota e se diz confiante, mas Freixo afirma que eleições seguem indefinidas

Para Crivella (PRB), queda nas pesquisas estão dentro da margem de erro. Freixo (PSOL) diminuiu a diferença nos últimos dias e pede voto dos indecisos

Marcio Dolzan e Mariana Durão, O Estado de S. Paulo

30 Outubro 2016 | 09h50

Líder nas pesquisas eleitorais, o candidato do PRB à prefeitura do Rio, senador Marcelo Crivella , votou por volta das 9h15 no Clube dos Marimbás, em Copacabana. Ele estava acompanhado da mulher, Sylvia Jane, e do deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ). Apesar das últimas pesquisas demonstrarem queda nos índices do candidato, o  senador parecia confiante.

"Todos os candidatos são  confiantes", afirmou. "Trabalhei muito, fui a todos os debates, e se o povo do Rio de Janeiro decidir que eu mereço a honra de me engrandecer servindo a eles, vou me devotar, como nunca na vida, todos os dias do mandato", declarou.

Na campanha para o segundo turno, Crivella participou apenas dos debates promovidos pela Bandeirantes e Globo Cancelou a participação no SBT e nas sabatinas de O Globo, Rede Globo e site G1. Alegou compromissos em Brasília para não ir. Ligada à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), da qual é bispo licenciado, a Rede Record desistiu de promover debate.

Crivella também minimizou o resultado das pesquisas divulgadas por Ibope e Datafolha no sábado, que apontavam queda na preferência para ele e aumento para o opositor, Marcelo Freixo (PSOL). "(As variações nas pesquisas) Estão dentro da margem de erro", ponderou Crivella.

O candidato declarou que sua expectativa é vencer e usou um discurso de vencedor. "Quero cuidar das pessoas, me dedicar a cada dia a resolver o problema da saúde, do saneamento, da educação e colaborar com a questão da segurança no Rio de Janeiro, que eu acho que é fundamental", declarou Crivella.

Ao deixar seu local de votação, uma eleitora de Freixo provocou o candidato do PRB aos gritos de "Freixo!" e "O Freixo não foge do debate". Crivella apenas sorriu . 

Freixo. O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio, Marcelo Freixo, votou há pouco no clube Paissandu, no Leblon, zona sul da cidade. Ele estava acompanhado da mulher Priscilla Soares, da filha Isadora e da candidata a vice-prefeita Luciana Boiteux. Logo na chegada Freixo fez um apelo para que os eleitores indecisos ou que pretendem anular seu voto optem pelo 50 e impeçam que “a obscuridade da política possa governar o Rio por quatro anos”, afirmou.

Freixo foi recebido por companheiros de partido, como o deputado federal Chico Alencar, o deputado estadual Eliomar Coelho e a vereadora eleita Marielle Franco, aos gritos de “Vamos virar, Freixo!”. O candidato destacou que as últimas pesquisas, ontem, revelaram uma redução de até dez pontos porcentuais na diferença entre ele e o senador Marcelo Crivella (PRB), líder na corrida eleitoral carioca.

“Agora é fazer um apelo para que esse voto nulo, esse voto indeciso vire para o 50 e não permita que a obscuridade da política possa governar o Rio por quatro anos”, declarou Marcelo Freixo, que foi parado por eleitores para tirar fotos. Apesar do forte apoio, o candidato do PSOL enfrentou a oposição de alguns eleitores no clube onde vota. Uma mulher interpelou Freixo aos gritos de “black blocks”.

Marcelo Freixo não mencionou diretamente o nome do adversário Marcelo Crivella (PRB), mas disse que sua campanha não respondeu baixaria com baixaria, mas com propostas de governo e uma nova forma de olhar a política. Para o candidato isso já foi uma vitória, que ainda pode se transformar em uma vitória nas urnas. Freixo tentou passar confiança dizendo que o PSOL vai virar a eleição.   

“Tem algo muito diferente acontecendo e essa diferença a pesquisa de ontem não conseguiu detectar. Sem dúvida alguma fomos bem no debate. A reação da população nas ruas mostrou isso ontem e eu acho que nós vamos ter uma surpresa eleitoral”, afirmou.

As últimas pesquisas eleitorais mostraram que a distância entre o senador Marcelo Crivella, do PRB, e o candidato do PSOL diminuiu. Na última pesquisa Datafolha, Crivella aparece 16 pontos porcentuais à frente de Freixo na disputa pela prefeitura do Rio de Janeiro, segundo pesquisa divulgada no sábado (29). De acordo com o levantamento, Crivella possui 58% das intenções de votos válidos, contra 42% de Freixo, uma diferença dez pontos menor que na pesquisa anterior.                         Segundo o Ibope, Crivella tinha 43% das intenções de voto, enquanto Freixo estava com 32%. O levantamento foi encomendado pela Rede Globo. 

Depois de votar, Marcelo Freixo deve passar o dia em casa com a família. A partir das 17h deste domingo Freixo estará na Cinelândia, no Centro do Rio, para acompanhar a apuração. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.