Crivella se explica ao TRE por suposto texto eleitoreiro

O senador Marcelo Crivella enviou hoje ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) esclarecimentos por escrito sobre um informe publicitário publicado na revista Roteiro do Poder. O texto atribuía ao senador a responsabilidade por obras do governo federal em favelas da capital fluminense, o que poderia caracterizar propaganda eleitoral antecipada. A Editora WD, que publica a revista, também entregou hoje esclarecimentos pedidos pela Justiça Eleitoral.Segundo a assessoria do senador, Crivella nega no documento ter pago pela publicação do texto. De acordo com a assessoria, a peça não se trata de matéria paga e foi produzida sem o conhecimento de Crivella. No documento, o senador também afirma não saber quem forneceu a foto que ilustra o texto. O TRE informou que o coordenador estadual da fiscalização da propaganda eleitoral no Rio, juiz Luiz Márcio Pereira, vai encaminhar os documentos ao Ministério Público Eleitoral, que vai avaliar se há ou não elementos para processar o senador. A multa prevista por propaganda eleitoral antecipada varia de R$ 21 mil a R$ 53 mil.Na semana passada, a Justiça Eleitoral embargou as obras do Cimento Social, projeto do senador implementado no Morro da Providência, no centro do Rio. A Justiça entendeu que a obra beneficiava politicamente o parlamentar, que é candidato a prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.