Críticas do PL abalam unidade do governo, diz líder do PMDB

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), disse na noite desta segunda-feira que as críticas feitas pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto, ao pedir a renúncia do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, "abalam a unidade que o governo precisa ter e que os partidos precisam ter também no Congresso."Ele esteve no Palácio do Planalto participando de uma reunião com Palocci e outros senadores sobre a tramitação do projeto que altera a Lei de Falências. Calheiros disse ser "importante que os partidos tenham código de convivência entre si e com o próprio governo". "Senão, as coisas se deterioram, e é muito ruim que isso aconteça."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.