Críticas à viagem de Lula são 'ridículas', diz Jobim

Ministro defendeu que um presidente usufrua momentos de lazer 'com a proteção necessária'

Agência Estado,

07 de janeiro de 2011 | 14h59

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, rebateu na manha desta sexta-feira, 7, as críticas em relação à estadia do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva no Forte dos Andradas, base militar no Guarujá (SP). Em entrevista ao programa de rádio "Bom Dia, Ministro", ele considerou "absolutamente ridícula" a repercussão do episódio e defendeu que um presidente que já deixou o mandato usufrua momentos de lazer "com a proteção necessária".  

Veja também:    

 

 

somOuça: Jobim confirma convite a Genoino para integrar Defesa  

"O presidente que deixou o mandato, e deseja passar momentos de lazer com a proteção necessária, o fará em ambiente do Exército. A decisão foi correta", disse o ministro, respondendo a pergunta de jornalista. O ex-presidente teria sido convidado pelo Ministério da Defesa para passar as férias na base militar. O decreto que regulamenta a legislação que dispõe sobre medidas de segurança aos ex-presidentes não trata da possibilidade de essas autoridades se hospedarem em dependências do Exército.

O ministro disse ainda na entrevista que já entregou à presidente Dilma Rousseff parecer do Ministério da Defesa sobre a compra de caças para a renovação da frota da Força Aérea Brasileira (FAB). Jobim afirmou que espera agora a convocação da presidente para tratar do tema. Os caças que estão na disputa são o francês Rafale, o norte-americano F-18 e o sueco Gripen. O governo brasileiro já sinalizou que o Rafale tem vantagem sobre os demais.

Tudo o que sabemos sobre:
Nelson JobimLulaestadia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.