Criticado por Lembo, Serra faz silêncio e evita polêmica

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), não quis alimentar polêmica neste sábado com o ex-governador Cláudio Lembo (PFL), que lhe fez várias críticas em entrevista à revista IstoÉ. Lembo insinuou considerar Serra "narcisista" e disse que o "tucanato paulista tem uma idéia própria de superioridade". Ao participar da 2ª Festa do Ano Novo Chinês, que acontece na Liberdade, região central de São Paulo, Serra disse não ter conhecimento da entrevista e chegou a pedir uma cópia da revista. Leu o texto, mas continuou calado. Lembo, que substituiu Geraldo Alckmin no governo de São Paulo quando o tucano deixou o cargo para concorrer às eleições presidenciais, reclama que secretários de Serra o acusam de má gestão e diz que fez apenas um governo de transição. "Preservei a estrutura de governo do PSDB. O problema é que o PSDB tem uma visão autofágica da política. Come-se a si mesmo. Isso não leva a nada, mas acho que eles não entendem", afirmou o pefelista, segundo a IstoÉ. "Serra é apenas o registro do tucano médio. Ele tem uma tendência a buscar a perfeição", comentou ele, sobre seu sucessor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.