Crítica de Lessa a BC justifica demissão, dizem parlamentares

As críticas do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Lessa, à condução da política monetária pelo Banco Central (BC) justificam a sua demissão. A avaliação é compartilhada por dois parlamentares da oposição, o senador Jorge Bornhausen (PFL-SC) e o deputado Alberto Goldman (PSDB-SP), e pelo deputado do PT Paulo Bernardo.Bornhausen disse que a "insubordinação" vem desde o primeiro mês do governo Lula, mas duvida que o presidente afaste Lessa do cargo. Segundo Bornhausen, Lula não tem demonstrado aptidão para o "exercício da autoridade" e repete na Presidência o comportamento conciliador que tinha no sindicato.Na mesma linha, Goldman foi taxativo: "Alguém tem que ser demitido." Sem apostar nessa hipótese, Goldman disse que Lula é "bem intencionado", mas "não mostrou condições de governar o País".O deputado Paulo Bernardo, disse ser preciso agir com prudência, mas classificou como indefensável a atitude de Lessa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.