Cristóvam é condenado pela Justiça Eleitoral

O ex-governador do Distrito Federal, Cristovam Buarque (PT), foi condenado por um juiz eleitoral de Brasília a cinco meses de detenção por ter desobedecido uma determinação da Justiça Eleitoral sobre as eleições de 1998, quando o político concorria à reeleição. Responsável pela decisão, o juiz Alfeu Gonzaga Machado reconheceu a possibilidade de a pena ser substituída por prestação de serviços à comunidade e pagamento de multa. Cristovam teria desobedecido decisão da Justiça que determinou a retirada de todas as placas de obras e serviços sobre sua administração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.