Crise de energia não é problema do governo, diz vice-presidente

O vice-presidente da República, Marco Maciel, disse hoje que espera que a oposição não use a crise energética como palanque para as eleições de 2002. "A crise não é um problema do governo e portanto não é um problema da oposição. Isso é um problema do País", disse.Maciel afirmou que o racionamento foi provocado por uma "grande irregularidade pluviométrica" que afetou os reservatórios e as usinas hidrelétricas. Para o vice-presidente, o governo está tomando todas as atitudes necessárias para resolvê-la.Ele atribuiu ainda a crise energética ao que chamou de "crise de desenvolvimento". "Quando o país cresce, cresce também o consumo de eletricidade", disse. Maciel negou-se a responder se houve falta de planejamento governamental nos anos anteriores e se isso poderia evitar a situação que o País atravessa atualmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.