Crianças famintas são levadas para hospital em Belém

O Conselho Tutelar do Juizado da Infância resgatou duas crianças em estado deplorável de desnutrição num quartinho do bairro Val-de-Cans, na periferia de Belém. No quarto, localizado numa região pantanosa da cidade, vivem oito adultos e crianças. Os adultos estão desempregados e as crianças estavam há dias sem comer."Mal podendo ficar de pé, as crianças, uma de um ano e meio e outra de três, foram internadas na Santa Casa de Misericórdia do Pará. "Aqui é a casa da miséria, não tem nada para comer", desabafou o tio dos menores, Sebastião Souza. "Só Deus sabe como a gente vive", emendou a avó,Madalena Cardoso. Nos últimos dois dias, o único alimento da casa foiuma mistura de água, farinha e açúcar, que os paraenses chamam de "chibé"."Levada ao local por uma denúncia anônima, a assistente social do Conselho Tutelar, Ruth Cléia Souza, chorou ao ver as crianças famintas e doentes no quarto. "É comovente a gente se deparar com uma situação dessas". "Na Santa Casa, para onde foram removidas, as crianças devem ficar internadas por cerca de 30 dias. Famílias de Belém mandaram ontem cestas básicas e roupas para a residência dos menores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.