Criança é morta em atentado com granada contra igreja no Quênia

Uma criança de nove anos foi morta e outras ficaram feridas após uma grana de mão ter sido jogada neste domingo contra uma igreja durante uma sessão de aula, na capital queniana de Nairóbi, informaram a polícia e a equipe médica locais.

Reuters

30 de setembro de 2012 | 11h37

O Quênia tem sofrido uma série de ataques de granadas desde que enviou tropas para dentro das fronteiras da Somália em outubro do ano passado, em perseguição de militantes islâmicos acusados de sequestrar equipes de segurança quenianas e turistas ocidentais.

O ataque à igreja acontece dias após tropas quenianas terem lançado uma ofensiva surpresa ao porto somali de Kismayu, sul do país, última fortaleza do grupo islâmico al Shabaab, forçando os rebeldes a fugirem.

A polícia disse que os agressores arremessaram uma granada durante o período de aulas da igreja, ferindo crianças com estilhaços. Um garoto morreu.

"Suspeitamos que a explosão possa ter sido realizada por simpatizantes do al Shabaab", disse o vice-porta-voz de polícia, Charles Owino.

(Por Duncan Miriri e Humphrey Malalo)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALQUENIAGRANADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.