Criada comissão para acelerar reforma da Previdência

Os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), decidiram, em reunião encerrada na noite desta quarta-feira, constituir uma comissão integrada por 11 deputados e 11 senadores para discutir conjuntamente a proposta de reforma da Previdência. "A idéia é que a comissão possa compatibilizar o pensamento da Câmara e do Senado", afirmou Sarney. A proposta tem objetivo de dar mais rapidez à votação, já com os senadores participando das discussões, evitando que o texto aprovado pela Câmara seja modificado pelo Senado. Amanhã, às 16 horas, o relator da reforma da Previdência, José Pimentel (PT-CE), se reunirá com os senadores para mostrar o que já foi feito na Câmara. O deputado João Paulo Cunha disse que a não-participação do Senado das discussões, além de atrasar as reformas, seria uma inconveniência política. Da reunião participaram, além de João Paulo e Sarney, os líderes do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), e o relator da matéria na Comissão Especial da Câmara que a examina, deputado José Pimentel (PT-CE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.