Criação da CPI da Merenda em discussão na Câmara

A Câmara poderá criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de desvio de recursos destinados à compra de merenda escolar em todo o País. Nesta quarta-feira, a Comissão de Educação discutirá a aprovação do projeto de resolução do deputado Professor Luizinho (PT-SP), que propõe a criação imediata da CPI. Em seu pedido, o deputado quer que a comissão seja instalada antes das outras 27 CPIs que estão na fila de espera. O pedido da CPI da Merenda tem 241 assinaturas.A criação da CPI tem como base as denúncias feitas pelo programa "Fantástico", da Rede Globo, no ano passado, dando conta de que os alimentos comprados com o dinheiro da merenda escolar por dezenas de prefeituras e governos estaduais não teriam os nutrientes especificados nas embalagens e que as compras efetuadas teriam sido superfaturadas.O governo repassou, no ano passado, cerca de R$ 1 bilhão aos Estados e municípios para a compra da merenda escolar. O valor seria suficiente para a compra de merenda para 35 milhões de refeições. "Mas, infelizmente, as denúncias que nos chegam mostram que parte desse dinheiro está sendo desviado," diz o deputado Professor Luizinho, que vê na CPI a única saída para esclarecer a questão.Segundo ele, a CPI da Merenda deve ser criada em regime de urgência para investigar a venda de produtos da merenda escolar em, pelo menos, 17 Estados brasileiros onde teriam ocorrido problema no ano passado. A compra de merenda é prevista no Programa Nacional de Alimentar Escolar (PNAE), do Ministério da Educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.