''''Creio que é hora de uma ação mais enérgica''''

Senador apóia obstrução contra Renan e pergunta: ''''Se ele nada fez errado, por que tanto medo de se afastar da presidência?''''

Carlos Marchi, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2009 | 00h00

O senador Jefferson Peres (PDT-AM) afirmou ao Estado que a disposição de apoiar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a qualquer custo ''''diminuiu consideravelmente'''', referindo-se aos aliados do peemedebista que, no início do processo, se expuseram em público para defendê-lo. ''''Creio que é hora de uma ação mais enérgica contra a obstinação do senador Renan Calheiros em não se afastar da presidência do Senado.'''' Eis a entrevista: Ouça a íntegra da entrevistaHá 76 dias o Senado está por conta do caso Renan. Isso está paralisando a Casa?Sim, sim. Mas a partir de agora, com a obstrução anunciada pelo DEM e pelo PSDB, vai ficar formalmente paralisado.O sr. está aderindo a essa obstrução?Sim, pessoalmente, não como partido. Creio que é hora de uma ação mais enérgica contra a obstinação do senador Calheiros em não se afastar da presidência. Não há nada de pessoal nisso. Estamos defendendo o que precisa ser feito, que é constatar a incompatibilidade entre o exercício da presidência e a condição de investigado no Conselho de Ética. Por isso eu vou apresentar uma emenda nos próximos dias determinando que, recebida a representação pelo Conselho de Ética contra qualquer membro da Mesa, ele ficará afastado automaticamente. Isso já deveria constar do regimento. Não ter esse princípio é uma falha gritante.A que o sr. atribui a resistência brutal de Renan em permanecer no cargo?Ou o poder é cegante, como dizem, ou então ele acha que a permanência no cargo assegura a vitória dele no processo, com a rejeição da representação. Na verdade, eu creio que ele se enfraqueceu muito a partir do momento em que decidiu não se afastar.Ele não teria mais boa vontade da Casa se tivesse se afastado?Sim, foi-se criando uma má vontade em relação a ele por conta da teimosia. Isso o enfraqueceu muito e passou a ser visto como medo da verdade. Se ele nada tem a temer, se os documentos são autênticos, se ele não fez nada errado, por que precisaria ficar? Ele tinha, inicialmente, uma enorme maioria a favor dele na Casa, não apenas no partido dele, mas também em partidos aliados. Por que o medo de se afastar da presidência?Hoje há maioria contra ele?Eu não fiz pesquisa e não gosto de achismos. Minha intuição diz que a disposição de ficar com ele a qualquer preço diminuiu consideravelmente.O caso Renan é caso perdido?Não, não diria isso. Acho que ainda existem condições de permanecer no cargo, mas de tal forma debilitado, moral e politicamente, que eu me pergunto se valeria a pena.Quem é: Jefferson Peres >É senador pelo PDT do Amazonas, eleito pela primeira vez em 1995. Atual líder do partido>É formado em Direito pela Universidade do Amazonas e administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.