CPMF: Mares Guia reforça corpo-a-corpo com senadores

O corpo-a-corpo para aprovar amanhã a prorrogação da cobrança da CPMF na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado levou o ministro de Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia, a reforçar as conversas com senadores aliados e mesmo da oposição. Hoje, ele sondou a senadora tucana Lúcia Vânia (GO) sobre a chance de contar com seu voto na CCJ. "Eu deixei claro que a posição do PSDB já está tomada e que a bancada vai votar unida", contou Lúcia, que conversou com o ministro em seu gabinete no Senado.O ministro esteve pela manhã no Senado para começar a montar a operação política que será desencadeada amanhã pelos governistas. Mares Guia e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, devem tentar consolidar os 12 votos de senadores de partidos aliados na comissão. É uma votação decisiva e depende dos votos de aliados que querem concessões do governo em troca do apoio, como a redução imediata da alíquota da CPMF e outras desonerações. Os governistas estão se preparando para rebater os argumentos da senadora Kátia Abreu (DEM-TO) amanhã.Hoje, ambos, durante a reunião da CCJ, prestaram pouca atenção nos dados apresentados pela relatora para justificar o voto contra a manutenção da CPMF a partir de amanhã. O senador Aloizio Mercadante (PT-SP), presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), foi um dos poucos que ficou atento. Leu o relatório e comentou com colegas que achou superficial. Mas até à noite reclamou que não havia recebido da CCJ cópia dos dados para sustentar seu discurso amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.