CPI suspeita que Vedoin protege 8 deputados

A cúpula da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Sanguessugas tem indícios de que o empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, um dos sócios da Planam, está negociando com pelo menos oito parlamentares a retirada de seus nomes da lista de acusados de receber propina. Segundo dirigentes da CPI, a maioria desses parlamentares seria de Mato Grosso, onde fica a sede da Planam, empresa que funcionava como central de operações da máfia dos sanguessugas. Integrantes da CPI começaram a suspeitar de Luiz Antônio depois que ele poupou os oito parlamentares em depoimento à CPI há uma semana, na sede da Polícia Federal, em Brasília. Antes, ao ser inquirido pela Justiça Federal de Mato Grosso, o empresário acusara esses congressistas de apresentar emendas ao Orçamento da União para a compra de ambulâncias superfaturadas por prefeituras. Entre os inocentados agora por Luiz Antônio, estão os deputados Pedro Henry (PP-MT) e Tetê Bezerra (PMDB-MT). ?Vejo isso como um tentativa de livrar alguns parlamentares. Mas se ele está negociando para livrar parlamentares, não vou admitir isso. Ele vai perder todos os benefícios da delação premiada e voltar para a cadeia?, ameaçou o presidente da CPI, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ). Outro integrante da CPI, o deputado Júlio Redecker (PSDB-RS), completou: ?Na nossa visão, ele está querendo proteger os deputados de Mato Grosso. É claro que ele estava querendo fazer uma caixinha.? Levantamento feito por um dos sub-relatores da comissão, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), detectou 13 pontos de divergências entre os depoimentos de Luiz Antônio à Justiça Federal e à CPI dos Sanguessugas. Desses 13 pontos, 8 se referem a inocentar parlamentares envolvidos com a máfia dos sanguessugas. Depois da ameaça de Biscaia, Luiz Antônio resolveu voltar no fim da tarde acompanhado de advogados para falar com integrantes da comissão. Pela manhã, o empresário se reuniu com a cúpula da CPI dos Sanguessugas para entregar novas provas contra cinco parlamentares envolvidos com o esquemadas ambulâncias. ?São comprovantes de depósito bancários que confirmam o testemunho verbal dado por ele (Luiz Antônio)?, explicou Biscaia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.