CPI quer indiciamento de supermercados que receptam carga

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Roubo de Cargas no Congresso Nacional vai recomendar ao Ministério Público o indiciamento de algumas das principais redes de supermercados do País, por receptação de produtos roubados.Entre os citados pela CPI estão Carrefour, Paes Mendonça e Pão de Açúcar. "Todos vão ser indiciados", afirmou nesta quinta-feira o senador Romeu Tuma (PFL-SP), presidente da comissão, que encerra nesta sexta as investigações nacionais.Segundo o relator da CPI, deputado federal Oscar Andrade (PFL-RO), a compra de produtos roubados é "uma prática disseminada no setor". Andrade informou que alimentos e eletroeletrônicos representam mais de um terço do total da carga ilegalmente adquirida no País."É uma grande indústria. São cerca de R$ 259 milhões em cargas por ano só para o setor de supermercados."No relatório final, os parlamentares vão solicitar o indiciamento de mais de 200 pessoas por participação em quadrilhas ou receptação irregular de produtos. Entre as sugestões apresentadas para conter o crime estão a obrigatoriedade de numeração de produtos industrializados, a federalização do crime e o aumento da pena mínima de 3 para 8 anos de prisão.A rede Carrefour informou que só deve manifestar-se quando for informada oficialmente. A assessoria do Grupo Pão de Açúcar, que controla também a rede Paes Mendonça, afirmou desconhecer as denúncias e não ter recebido nenhuma notificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.