CPI quer convocar suspeitos de grampo ilegal no STF

'IstoÉ' identifica agente da Abin como o espião que coordenou na PF uma equipe que fez a escuta

CIDA FONTES, Agencia Estado

06 de setembro de 2008 | 17h40

O presidente da CPI do Grampo, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), afirmou neste sábado, 6, que, na quarta-feira, a comissão vai votar requerimento de convocação do diretor da Divisão de Inteligência da Polícia Federal (PF), Daniel Lorenz, e dos dois arapongas citados pela reportagem da revista IstoÉ como responsáveis pela escuta telefônica ilegal de conversas de parlamentares, ministros e autoridades do Judiciário: Francisco Ambrósio do Nascimento e Márcio Seltz. "A PF e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) tiveram participação na escuta ilegal e as duas estruturas se complicaram", afirmou.     Veja também:  Especial explica a crise do grampo  Garibaldi quer PF fora da investigação sobre grampo ilegal no STF  Espião da Abin coordenou na PF todas as escutas, diz revista  Felix confirma presença na CPI dos Grampos na terça  Oposição pede que MP investigue grampo ilegal no STF  Ministro diz que há 'banalização' de grampos no País   "Não é a primeira vez que isso acontece no âmbito da Polícia Federal, o que mostra que setores da PF estão funcionando de forma indevida", disse Itagiba. Segundo ele, o esquema montado para as investigações da Operação Satiagraha é o que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, definiu como "milícias". "As pessoas ficam dentro da estrutura do Estado e deixam de cumprir suas obrigações para fazer aquilo que acham que deve ser feito", disse o deputado. Para Itagiba, a PF e a Abin não estão desempenhando suas funções de maneira correta. Ele criticou também a atuação do Ministério Público (MP), "que precisa investigar sem querer, porém, ser polícia". O presidente da CPI afirmou que a partir do momento em que a PF não ofereceu condições para que o delegado Protógenes Queiroz prosseguisse nas investigações da Operação Satiagraha, o diretor-geral da Abin, Paulo Lacerda, colocou algumas pessoas para ajudá-lo.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI dos GramposAbinPFMarcelo Itagiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.