CPI no RS ouvirá filho de Brizola

A CPI da Segurança Pública que investiga o governo Olívio Dutra (PT) vai ouvir o presidente da Loteria do Estado do Rio Grande do Sul (Lotergs), José Vicente Brizola, filho do presidente nacional do PDT, Leonel Brizola. Rompido com o pai desde as eleições municipais do ano passado, quando anunciou apoio ao petista Tarso Genro contra o pedetista Alceu Collares, José Vicente foi nomeado para o cargo estadual em janeiro deste ano, logo após a publicação de um decreto regulamentando várias modalidade de jogos eletrônicos, como a videoloteria.De acordo com denúncia apresentada ao parlamentares pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), as máquinas de caça-níqueis e o jogo do bicho estariam servindo para a lavagem de dinheiro da Máfia italiana no Brasil. A CPI investiga por que o governo gaúcho tomou a iniciativa de negociar a "legalização" de jogos ilícitos, passando por cima de uma atribuição da esfera federal. A atitude chegou a provocar também uma advertência do Ministério Público Federal. Em carta datada de 22 de fevereiro, o procurador da República Vitor Hugo Gomes da Cunha recomendou ao governador que "se abstenha de credenciar, permitir, conceder ou autorizar toda e qualquer espécie de sorteio e revogue ou anule eventual credenciamento, permissão, concessão e autorização já referido por se tratar de atividade administrativa de competência exclusiva da Caixa Econômica Federal". Olívio atendeu ao pedido e revogou, em 18 de maio, a instituição da videoloteria como modalidade lotérica do Estado. Um dia antes, o consultor das empresas de bingos Juarez Rosa da Silva enviou uma carta a José Vicente manifestando preocupação do "mercado" com o boato de que os caça-níqueis não seriam mais admitidos. "O mercado já realizou vultuosos investimentos na aquisição de pontos para futuras instalações de salas próprias para dita finalidade", escreveu Juarez da Silva. De acordo com o presidente do MJDH, Jair Krischke, Jarez é lobista e cunhado de João Carlos Franco Cunha, sócio majoritário do bingo Roma, em Porto Alegre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.