Joedson Alves/Estadão
Joedson Alves/Estadão

CPI mista da Petrobrás convoca ex-contadora de doleiro

Meire Poza, que trabalhou para Alberto Youssef, relatou, segundo a revista 'Veja', que doleiro circulava com 'malas e malas de dinheiro' de esquema de lavagem que teria como destino políticos

RICARDO BRITO, DAIENE CARDOSO E RICARDO DELLA COLETTA, Estadão Conteúdo

17 de setembro de 2014 | 18h13

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPI mista) da Petrobrás aprovou na tarde desta quarta-feira, 17, em votação simbólica, a convocação da contadora Meire Poza, que trabalhou para o doleiro Alberto Youssef. Meire relatou, de acordo com a revista Veja, que Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), circulava com "malas e malas de dinheiro" em esquema de lavagem que teria como destino políticos do PT, PMDB e do PP.

A CPI mista da Petrobrás também aprovou requerimento para ter acesso à cópia dos depoimentos da contadora Justiça Federal do Paraná. A decisão ocorreu ao fim do testemunho do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa que, frustrando as expectativas, permaneceu em silêncio durante toda a reunião.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI MistaPetrobraspaulo roberto costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.