CPI: manobra do PT adia votação de relatório para terça

O PT pediu vista no relatório final da CPI do Apagão Aéreo no Senado, o que vai adiar a apreciação do texto do relator Demóstenes Torres (DEM-GO) pelo menos até terça-feira. O pedido foi feito pelo senador João Pedro (PT-AM), único integrante da base a acompanhar as cerca de 3 horas de leitura do resumo final do relatório. No texto final, Demóstenes pede o indiciamento de 23 pessoas e aponta o ex-presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) Carlos Wilson, deputado federal do PT, como "chefe da quadrilha" que teria desviado no mínimo R$ 500 milhões. Carlos Wilson afirmou hoje, por meio de nota, que recebeu "com surpresa e indignação o irresponsável" relatório. "Não tenho nenhuma dúvida que o tempo e as provas irão revelar quem é o verdadeiro chefe da quadrilha e o que está por trás da CPI do Apagão Aéreo, comandada por Demóstenes Torres, um velho conhecido pela prática do espalhafato", afirmou. Demóstenes rebateu: "Carlos Wilson é um São Jorge de prostíbulo: olha tudo e nada vê".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.