CPI já tem 24 assinaturas. Faltam três.

O senador Waldeck Ornélas (PFL-BA), ex-ministro da Previdência e integrante do grupo do senador baiano Antonio Carlos Magalhães (PFL), acaba de assinar o requerimento de instalação de uma CPI destinada a apurar denúncias de corrupção no governo. Com a adesão de Ornélas, são 24 os senadores que assinaram o requerimento. Para a CPI mista, são necessárias as assinaturas de 27 dos 81 senadores. No momento em que o líder do Bloco Oposição no Senado, José Eduardo Dutra, apresentou-lhe o requerimento para que assinasse, Ornélas estava conversando, no plenário, com Magalhães e com outro carlista, o senador Paulo Souto. Este, no entanto, não assinou o documento, que já conta com o apoio de ACM e do presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.