CPI intima Silvio Pereira e quer ouvir Marcos Valério

O presidente da CPI dos Bingos, senador Efraim Moraes (PFL-PB), assinou nesta segunda-feira a intimação ao ex-dirigente petista Sílvio Pereira para que preste depoimento na próxima quarta-feira, às 11h. Efraim pediu ajuda da Polícia Federal para que localize o ex-secretário-geral do PT, que disse ao jornal O Globo que Valério e o PT tinham planos de arrecadar R$ 1 bilhão para campanhas eleitorais usando recursos como licitações fraudadas e contratos superfaturados.O senador disse que um dos integrantes da CPI apresentará nesta terça-feira requerimento para que seja convocado também o empresário Marcos Valério. Efraim considerou "graves" as declarações de Sílvio Pereira de que o presidente Lula mandava no partido, ao lado do ex-ministro José Dirceu, do senador Aloizio Mercadante (SP) e do ex-presidente do partido José Genoino. O relator da CPI, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse que Silvio Pereira já tinha sido convocado pela CPI outras duas vezes, mas não apareceu. "No ano passado, não conseguimos ouvi-lo porque ele fugiu. Agora, não há como não aprofundar os fatos", disse Garibaldi. O relator afirmou que deverá incluir as declarações de Sílvio Pereira no relatório final, mas que antes é preciso a CPI ouvi-lo. Sobre a participação do presidente Lula, Garibaldi lembrou que a CPI não pode convocá-lo. Ele voltou a considerar a hipótese, porém, de encaminhar perguntas por escrito ao presidente da República. "Tudo vai depender do que Sílvio Pereira disser à CPI", disse o relator.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.