CPI ganha liminar para quebrar sigilo

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, concedeu liminar à Assembleia Legislativa para quebra de sigilo de 24 pessoas físicas e 11 empresas. A CPI investiga denúncias de corrupção contra conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Ela foi instalada a partir da Operação Pasárgada, da Polícia Federal, que apontou indícios de desvio de R$ 200 milhões dos cofres públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.