CPI faz hoje acareação entre Okamotto e Venceslau

O presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, participa hoje da acareação com o ex-petista Paulo de Tarso Venceslau, na CPI dos Bingos, com uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que autoriza seus advogados a também falarem durante a sessão. A liminar foi concedida ontem à noite pelo ministro Sepúlveda Pertence. Com a decisão de Pertence, os advogados de Okamotto terão livre ingresso na sessão da CPI; o direito de permanência ou saída da sessão independentemente de licença do presidente; o uso da palavra para replicar acusações ou esclarecer dúvidas; o direito de reclamar verbalmente de qualquer descumprimento de lei e a garantia da imunidadeprofissional de manifestação, sem que possam ser punidos por injúria ou difamação.Venceslau acusa Okamotto de ser um tesoureiro informal do PT. O ex-petista, que trabalhou na prefeitura de São José dos Campos quando a deputada Ângela Guadagnin (PT-SP) era prefeita, diz que o presidente do Sebrae, mesmo sem cargo na Executiva do PT, tinha poderes para captar recursos entre as prefeituras e o fez para ajudar a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2002. Okamotto nega. A reunião da CPI está marcada para às 11 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.