CPI dos Sanguessugas começa a ouvir depoimentos nesta semana

A CPI dos Sanguessugas começa a ouvir os primeiros depoimentos nesta semana. Para amanhã, estão marcados depoimentos do procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar, e do delegado da Polícia Federal, Tardelli Boaventura.Os dois foram os primeiros a investigar a venda de ambulâncias superfaturadas com recursos públicos. O esquema foi montado no Mato Grosso, onde mora Darci José Vedoin, dono da Planam, apontado como um dos líderes da quadrilha que fraudava as licitações e influenciava emendas parlamentares.Segundo a Radiobrás, na última sexta-feira, a CPI dos Sanguessugas obteve autorização para ter acesso às cópias dos requerimentos de instauração de inquérito e processos contra parlamentares em trâmite no Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, o ministro do Supremo Gilmar Mendes exigiu que as informações sejam mantidas em sigilo pelos membros da comissão. O STF investiga o envolvimento de 15 parlamentares na Máfia das Ambulâncias. O esquema foi descoberto pela operação desencadeada pela Polícia Federal que abriu mais de 140 inquéritos sobre 76 municípios, envolvendo mais de mil ambulâncias, que custavam em média R$ 100 mil. Participavam do esquema funcionários de prefeituras, do Ministério da Saúde e dentro do Congresso Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.