CPI dos Grampos vota requerimentos para ouvir Dantas e Nahas

Eles são acusados de crimes financeiros e de desvio de verbas e foram presos pela Operação Satiagraha

Agência Câmara

15 de julho de 2008 | 15h25

A CPI dos Grampos abriu os trabalhos nesta terça-feira, 15, para votar requerimentos de convocação de acusados de crimes financeiros e de desvio de verbas públicas que foram presos pela Operação Satiagraha, da Polícia Federal. Entre eles, o empresário e investidor financeiro Naji Nahas e o banqueiro Daniel Dantas, dono do Opportunity.   Veja também: Presidente do STF justifica libertação de Dantas  Opine sobre nova decisão que dá liberdade a Dantas  Entenda como funcionava o esquema criminoso  Veja as principais operações da PF desde 2003  As prisões de Daniel Dantas   Os requerimentos foram apresentados pelo deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR). Segundo ele, é necessário obter esclarecimentos sobre escutas ilegais relacionadas às atividades de Nahas e sobre escutas que Dantas teria promovido por meio da empresa Kroll Associates do Brasil.   Também nesta sessão, o presidente da CPI, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), apresenta  dois novos requerimentos. O primeiro pede a convocação do delegado da Polícia Federal que comandou o inquérito da Operação Satiagraha, Protógenes Queiroz. O segundo solicita que também preste depoimento o juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal.   Os três pedidos são do deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), que prometeu apresentar novo requerimento, solicitando a ida à comissão do ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP).O petista aparece nos grampos pedindo ao chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, informações sobre a investigação da PF.A expectativa dos membros da CPI é de que os requerimentos sejam aprovados, apesar de a comissão ser formada em sua maioria por governistas. Dos 22 integrantes, apenas oito fazem parte da oposição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.