Hedeson Alves/EFE
Hedeson Alves/EFE

CPI dos Fundos de Pensão convoca Dirceu, Gerson Almada e irmãos Pascowitch

Ex-ministro, empresário e lobistas foram intimiados a depor como testemunhas na comissão que investiga suposta manipulação incorreta na gestão de fundos de previdências complementar de funcionários de estatais e servidores públicos

GUSTAVO PORTO, O Estado de S. Paulo

03 de setembro de 2015 | 10h57

BRASÍLIA - A CPI dos Fundos de Pensão, que investiga suposta manipulação incorreta na gestão de fundos de previdências complementar de funcionários de estatais e servidores públicos, aprovou nesta quinta-feira, 3, a convocação, como testemunhas, do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, do empresário Gerson Almada, sócio da Engevix, e dos irmãos José Adolfo Pascowitch e Milton Pascowitch, apontados como operadores na companhia em irregularidades investigadas na Operação Lava Jato.

Na série de requerimentos aprovada por consenso na sessão desta quinta, a CPI convidou ainda, entre outros, o diretor-superintendente da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), Carlos Alberto de Paulo, para "prestar esclarecimentos acerca da dilapidação do patrimônio de grandes fundações patrocinadas por empresas estatais", a presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Julia Damazio de Barroso Franco, e o ex-presidente da Sete Brasil, João Carlos Ferraz. (- gustavo.porto@estadao.com) 

Tudo o que sabemos sobre:
CPIFundos de PensãoJosé Dirceu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.