CPI dos Cartões vai ouvir Matilde e ministros do Esporte e Pesca

Comissão também aprova convite aos ministros do Planejamento e da Controladoria Geral da União

Eugênia Lopes, de O Estado de S. Paulo,

12 de março de 2008 | 11h14

A CPI do cartões corporativos  aprovou nesta quarta-feira, 12, convites a doze ministros e ex-ministros supostamente envolvidos no escândalo dos cartões corporativos do governo federal, para esclarecerem as acusações. Foram aprovados os convites à ex-ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, e aos ministros Orlando Silva, dos Esportes e Altermir Gregolin, da Pesca.   Veja também:   Entenda a crise dos cartões corporativos   Após leitura, Senado instala CPI mista dos cartões  Acordo dá presidência da CPI mista dos cartões ao PSDB  Virgílio desiste de liminar para quebrar sigilo da Presidência     A CPI também aprovou o convite aos ministros do Planejamento, Paulo Bernardo, e da Controladoria Geral da União, Jorge Hage, e ao presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Walton Alencar Rodrigues. Os integrantes da CPI também aprovaram, em votação simbólica, o convite para que o ex-ministro Paulo Paiva compareça à comissão. Paiva foi ministro do Planejamento no governo Fernando Henrique Cardoso, no período entre 1998 e 1999, época em que o cartão corporativo foi criado.   Acordo entre governo e oposição adiou para daqui a duas semanas a votação de requerimentos que solicitam o envio à CPI de todas as informações sigilosas sobre contas tipo B e os cartões corporativos.

Tudo o que sabemos sobre:
CPIcartõesministros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.