CPI do Banestado pedirá indiciamento do presidente do BC

O presidente da CPI do Banestado, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), informou hoje que pedirá o indiciamento do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, por sonegação fiscal e movimentação ilegal de divisas. Também serão acusados por estes crimes o ex-presidente do Banco do Brasil, Cássio Casseb e os ex-diretores Banco Central Luiz Augusto Candiota e Beni Parnes. O ex-prefeito de São Paulo Maluf será indiciado por remessa ilegal de divisas, sonegação fiscal e desvio de recursos públicos.O senador informou que mandou abrir a sessão da comissão, o que contraria acordo feito ontem pelas lideranças partidárias no Senado, de suspender a sessão da CPI, deixando a votação do relatório final para o próximo ano. É que a oposição condiciona o apoio ao projeto de criação das Parcerias Público-Privadas (PPPs) e à votação do Orçamento da União para 2005 ao adiamento da votação do relatório final da CPI do Banestado. Diante dessa postura da oposição, a liderança do governo concordou em convocar uma sessão deliberativa do plenário do Senado, o que obrigaria a CPI a suspender os trabalhos, porque o regimento impede reunião da comissão durante votações no plenário. A CPI do Banestado recebeu 51 emendas sobre as quais o relator, José Mentor (PT-SP) terá que se pronunciar em seu relatório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.